segunda-feira, 12 de setembro de 2011

trás os montes

ao contrário do que se possa pensar, a designação "Trás os Montes" não se refere a um território situado "para lá" dos montes de Entre Douro e Minho (Marão, Alvão, Barroso, Cabreira, Larouco), visto do lado minho-duriense, mas sim a um território que fica "para lá dos montes" leoneses, visto do lado do antigo reino de Leão. o seu antigo nome, de origem claramente leonesa, "Tra llos Montes", associado à existência de mais que um topónimo "Tramonte" na região fronteiriça galega e galego-leonesa atestam isso mesmo.
além do mais, a palavra pode ter uma interpretação inesperada, tendo em conta que "trasmonte" é o "por do sol", como ainda hoje se pode constatar no italiano "tramonto". na linguagem popular nortenha, a ideia de "tra[s]monte" como ponto cardeal subsiste na expressão "perder a tra[s]montana", ou seja, perder a capacidade de se "orientar" - neste caso, "ocidentar". o mesmo que "perder o juízo".
e, sendo assim, o nome da província portuguesa adquire um significado que se entende bem: as "terras do por do sol", o "ocidente". o que não será novidade nenhuma nesta "ocidental praia"...

é curioso o subtítulo que Théophile Gauthier deu ao seu livro "Voyage en Espagne", publicado em Paris, em 1890. nem mais nem menos: "tra los montes". Espanha (Península Ibérica), o Ocidente do Mundo Antigo, a Separad dos Judeus, o Al-Gharb dos Árabes. Ocidente, sempre. "Far West", como dirá um camone.

4 comentários:

o viajante disse...

agradeço a Carlos Durán a divulgação que deu a este post na comunidade pró-AGLP.

Anônimo disse...

Quem lhe disse que Tra-los-Montes é leonês? Há diversos topónimos galegos semelhantes como tra-lo-outeiro etc. isso não é leonês, desculpe, é uma evoluição própria do galego (em português também se deu..p. ex. a forma sóbolos, "sobre os " de Camoes. Por isso nao posso concordar com as suas afirmaçoes

o viajante disse...

faz muito bem em não concordar. e se calhar tem razão. mas a lógica da designação aponta mais para leste que para norte. daí a minha hipótese.
obrigado pela achega. não era necessária tanta acrimónia...

o viajante disse...

devo ainda dizer-lhe, que apesar da sua preclara observação linguística, na fronteira galego-portuguesa, os topónimos a que me refiro têm a forma "Trasmonte". por conseguinte, devolvo-lhe a pergunta: e quem lhe disse a si que "Tra llos Montes" não é leonês?